Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Queimei o arroz, o que fazer?

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014
Dona Benta ou a dona Genoveva provavelmente teria a resposta para esse problema, mas como eu não conheço nenhuma das duas donas, procurei uma solução na internet. Fazia tempo que eu não cozinhava arroz. Na última vez, final do ano de 2012, o arroz ficou parecendo uma papa, não tinha condições de comer. De aí por diante, só tive coragem (e fome) pra cozinhar novamente ontem.
Preparei-o da forma tradicional mesmo, sem frescura nem nada disso. A única coisa que não ficou tradicional foi que ele queimou e subiu aquele cheiro bom de "arroz queimado, pra longe de mim" (desculpa, não resisti).
Então procurei na internet o que fazer para diminuir o cheiro e o gosto de queimado e me espantei com o que achei, pois nos blogs e páginas que abri, me indicavam fazer coisas que pareciam mais um ritual de macumbaria, só faltava eles dizerem para dar três voltas em sentido horário e uma cambalhota dupla (que é o mesmo que duas cambalhotas únicas).
Das dicas que eu achei mais normais (e aceitáveis) foram as de pôr uma cebola partida ao meio entre o arroz e pôr fatias de pão. A explicação era que esses alimentos absorveriam o cheiro de queimado. Escolhi a vítima - a fatia de pão que estava na mesa - e deixei uma meia hora dentro da panela. O cheiro de queimado saiu quase todo, mas não sei se foi por causa do pão, ou por causa do tempo, além de eu ter aberto todas as janelas e portas da casa.
Das dicas que eu achei estranhas, foram as seguintes. A primeira falava para que eu molhasse uma toalha e a pusesse em cima da pia, em seguida, tirasse a tampa da panela e a pusesse em cima da toalha. A segunda me pareceu mais estranha ainda. Pedia para que eu tirasse um punhado de arroz cozido da panela e colocasse em cima da pia, depois pegasse a panela, colocasse em cima deste arroz, fechasse os olhos e cantasse Someone like you, da Adele.
Resultado final: minha família, naquela noite, comeu o melhor arroz de todos os tempos. Nem um pouco convencido eu, né?!
Imagem: http://www.desfavor.com
Gostou do texto?! Então curta a página no facebook para receber novos textos quando eles forem publicados: https://www.facebook.com/masqueseyo
Comentário(s)
0 Comentário(s)
Nenhum comentário:
Postar um comentário