Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O papel da foto atual

sábado, 22 de fevereiro de 2014
A arte de fotografar já tem bastante tempo de vida. Nos seus primeiros anos, a "máquina fotográfica" tinha o tamanho de um quarto - era praticamente uma caixa preta, o fotógrafo ficava dentro dela e o fotografado chegava a ter que ficar quinze minutos imóvel, enquanto sua figura era "impressa".

Com o tempo, bastante tempo, as coisas mudaram muito. A câmera diminuiu de tamanho, algumas são até capazes de entrar no corpo de uma pessoa. Da revelação de filmes, passamos para as imagens digitais. Mas disso todo mundo já sabe, só demos essa pincelada histórica para mostrar que as facilidades atuais de se tirar uma foto mudou o jeito com que as pessoas utilizam esse recurso.

É claro que ainda tiramos fotos para guardar momentos, para registrar lugares de viagens e lembrar de datas especiais. A diferença está nos outros tipos de uso, mas vamos por partes.

Pensemos numa coisa antes: quem nunca quis ser famoso? Principalmente na infância? Quem nunca quis ser reconhecido por uma coisa que faz? Todos nós temos qualidades que muitas vezes não são vistas por ninguém. Com a popularização da internet, foi possível tornar esses "sonhos" reais. Eu mesmo só estou falando com vocês por causa deste blog. Ok, sei que não sou famoso, mas tenho voz aqui.

Além de voz, muitos ganharam um rosto, principalmente com a expansão das redes sociais. E assim começou uma verdadeira revolução entre o comportamento das pessoas em relação a coisas privadas e públicas. Parece que houve um rompimento de barreiras entre esses dois tropos. Um jantar em família, algo que antes era mantido apenas em família, ganhou a rede. Fotografar e compartilhar  alguns momentos não é errado, mas compartilhar todo o dia que está comendo "x" não é interessante.

Trabalhar o dia inteiro num escritório com os colegas não é mais suficiente, pois deve-se compartilhar esse momento com os quinhentos contatos do Facebook, de  meia em meia hora, todo dia, todo mês, todo o ano.
Imagem: http://www.blogdaemme.com/
Embora o tom das situações expostas aqui pareçam ter um grau de negatividade, não posso afirmar que seja de todo ruim. Esses são os novos papeis da fotografia. Tirar uma foto especificamente para pôr no perfil de uma rede social não difere muito de tirar uma 3x4 pra pôr num documento, a não ser pelo fato de que você pode escolher uma melhorzinha. Caras e bocas, bicos e seios, aba retas e óculos. Você sabe do que estou falando.

Para finalizar o texto, que já tá ficando maior do que eu queria e fugindo da  ideia inicial que eu nem lembro mais qual era, deixo uma dica: fotografe-se, você é livre pra isso, tire quantas fotos quiser e compartilhe todas que achar legais. Mas, pense nos teus contatos, e principalmente, vigie o que deve ficar só entre você e quem tiver na foto.
Comentário(s)
0 Comentário(s)
Nenhum comentário:
Postar um comentário