Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Os nomes nos contos

quinta-feira, 24 de abril de 2014
Eu sei que os nomes dos personagens dos meus contos são muitos brasileiros, ou se preferir, comuns à língua portuguesa. Por exemplo, Pedro e Paulo de A mulher que não falava. Sei que estes nomes não são exatamente de origem portuguesa, mas são muitos comuns aqui no Brasil. Mas não nos contos. Por que eles não podem ocupar uma vaga como personagens nas estórias de por aí?

Na semana  passada, Fulano, Ciclano e Nuculânio se reuniram com os redatores da língua portuguesa para prosearem. Nesta reunião, foram discutidas muitas coisas, mas o assunto principal girou em torno do uso dos nomes deles em casos ímpares. Deram o exemplo de uma conversa entre os compadres, que segue a seguir:

- Fulano pensa que eu sou bobo, seu cumpadi.
- Que Fulano, meu cumpadi?

Fulano disse que não gosta de ser indefinido, nem genérico. Ciclano também concordou com isso. Nuculânio já tinha ido embora.

Dias depois, eles se encontraram com o Pedro e o Paulo para discutirem sobre futebol. A uma altura da conversa, tocaram no assunto dos seus nomes. Pedro disse que não estava presente em muitas obras produzidas atualmente, confessou que estava chateado com isso. Paulo concordou com tudo e acrescentou que não falaria nada a respeito.
Imagem: http://www.maenual.com.br/
Como eu, o narrador, estava passando pela rua e ouvi a conversa deles, me apresentei. Me comovi com o protesto deles e disse que tinha vagas para um conto. Paulo e Pedro aceitaram. Fulano, Ciclano e Nuculânio, não, disseram que não eram bons atores.

Desta forma, sempre que escrevo algum conto, contrato pessoas como eles. Ainda encontrarei algo que Fulano, Ciclano e Nuculânio se encaixem bem.

Deixando a brincadeira de lado, alguns contos, ou outros gêneros, como poemas e novelas, colocam significados aos nomes dos personagens. Podemos perceber isso em La casa de Bernarda Alba, peça de Federico García Lorca, cada personagem tem o seu nome que indica como esse personagem é, mostrando suas características psicológicas. Por exemplo, a personagem Bernarda, que significa "con fuerza de oso", é a chefe da casa, é dura consigo e com as filhas e não demonstra sentimentos. Uma de suas filhas se chama Angustias, justamente por ela já está com idade avançada para casar-se. Bom, se tiver interesse, clique aqui para ler outras características das personagens desta obras.

Em breve, escreverei outro conto e vou tentar pensar nos personagens e a relação com o seus nomes. Até lá!
Comentário(s)
2 Comentário(s)
2 comentários
  1. Poxa, cara. Que texto bacana. Sua narrativa é invejável, me predeu a atenção do início ao fim, conrinue assim. Já favoritei o blog.

    ResponderExcluir