Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Escolheram me fazer esperar

segunda-feira, 23 de março de 2015
Após alguns anos, acabei percebendo que elas, as malvadas, escolheram me fazer esperar. Eu sou o urso da foto.

Senta aqui nesse banco, pertinho de mim, vamos conversar!
Como vocês sabem, a crise mundial global chegou ao nosso país, e isso não tem nada a ver com o assunto desse texto. Mentira, tem sim. É que eu queria comparar essa crise mundial com minha crise sentimental, só pra dar mais sustância pro post, pra parecer que eu sou uma pessoa muito bem informada.

Sinceramente, preferia não saber de muita coisa que vem acontecendo atualmente no país, já que elas não estão nada boa, mas isso fica prum próximo texto.

E na verdade, após esses anos que citei no início do texto, já estou meio que conformado em estar só. Não estou mais a procura de alguém para ter ao meu lado, nem na frente, muito menos atrás. Sei que em algum momento, o relógio estará marcando uma hora, de acordo com o horário de Brasília, e aparecerá a mulher certa para mim.

Há pessoas que dizem que isso não existe. Que temos que ir "experimentando" até encontrar a "melhor" pessoa. Não penso assim. Ao se relacionar com outras pessoas, estamos falando de sentimentos, de vidas, pensamentos, histórias, estórias, etc. Não dá pra simplesmente "testar" alguém, já que na qualidade de "alguém", essa pessoa não é um objeto. Sei que hoje em dia está tudo banalizado. Infelizmente, as pessoas não ligam mesmo para o que o outro está sentindo, mas não podemos ser assim.

Não digo aqui que devamos nos importar com todo mundo, senão ficaríamos loucos! Mas, pelo menos, com as pessoas próximas, sim. Com essas, temos que tomar todo o cuidado para não magoá-las. Tanto para amigos, como para o(a) futuro(a) namorado(a). Ou até mesmo com os diversos contatos que temos ao longo do dia. Devemos ter, no mínimo, respeito com o próximo em qualquer situação.

E se não fui eu que decidi esperar, foram elas, ou foi "ela", minha futura companheira, que assim o decidiu. Pra falar a verdade, nem ela própria. Eu acredito que Deus esteja nos preparando. Se ainda não nos encontramos, Ele dará um jeito para que isso aconteça. Se já nos vimos, mas não nos vimos, nos veremos um dia (naquela hora marcada, no horário de Brasília).

Sei que talvez esse texto pareça um pouco bobinho, ainda mais com essas brincadeiras gratuitas que faço no meio do texto. É que não quero que pareça um texto dramático, porque não é esse meu objetivo. Meu objetivo é dizer que, compreendendo como as coisas funcionam, eu não preciso me preocupar ou ansiar tanto por algo que Deus está planejando pra mim.

Mas como você pode ter tanta certeza assim, caro escritor? Como? Pela fé!! Quantas histórias não vemos por aí de um japonês que conheceu misteriosamente uma chinesa num shopping lá em Brasília, sendo que ele deveria estar em Tóquio e ela, em Madri?! Coisas que parecem coincidências nem sempre são simples obras do acaso.

E por que eu escrevi sobre isso? Porque eu estava tomando banho, pensando na vida, nas aulas de baixo e de repente me veio esse pensamento: "escolheram me fazer esperar", parodiando aquele movimento de 2011: "Eu escolhi esperar". Primeiro, eu ri, depois chorei. Depois, pensei em escrever algo engraçado aqui no blog, mas não ficou tão engraçado assim. Vocês viram como surgem os textos daqui, né?! Tomando banho, ou indo pr'aquela universidade maravilhosa que é a Unioeste. Falando nisso, as aulas voltaram semana passada. Mais precisamente, na terça-feira. Fui o caminho todo pensando em escrever algo bonito, fazendo um paralelo com meu primeiro dia de aula na pré, na primeira série, na quinta série (quando mudei de colégio). Mas esse pensamento foi pra China logo depois que tive a primeira aula no mestrado. Que aula chata. O professor até falou numa teoria da conspiração...

Bom, mas vou parar por aqui. Depois conversamos mais! Até!!
Comentário(s)
0 Comentário(s)
Nenhum comentário:
Postar um comentário