Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Falsidade é algo que me dá nojo

segunda-feira, 16 de março de 2015
Falsidade é algo que me dá nojo. Se eu pudesse, ficaria bem longe de pessoas assim, que falam mal de algo, mas, às escondida, faz coisa bem pior.
Pessoas vestidas de verde e amarelo fazendo manifestação contra a corrupção no país.

Imagem: Facebook
Talvez este post seja mais como um desabafo, já que em outro lugar, eu não o posso fazer, pois vem cinco com pedras e paus com respostas fabricadas. Venho falar sobre a manifestação de ontem (15), onde mais de dois milhões de brasileiros foram às ruas para mostrar a indignação com tanta corrupção neste nosso Brasil. O povo está cansado de ter que pagar pelo mau caratismos de alguns.

Sei que algumas pessoas pediram intervenção militar, algo que não concordo. Mas sei que a maioria que estava nas ruas ontem, estavam lá porque buscavam um Brasil melhor, livre da corrupção. Livre de um governo que desde que entrou, não cessou com a corrupção já existente aqui, mas a prolongou.

Até aí tudo bem, certo? A resposta seria sim, mas o que vemos pelas redes sociais é algo desanimador. O que mais me atormenta é que várias pessoas estão chamando a manifestação de fascista, de algo planejado pela elite. Daí eu me pergunto: em que país essas pessoas que dizem isso vivem? Será que vivem na propaganda levada ao ar pela Dilma nas eleições passadas? Não é possível que essas pessoas não tenham visto que ela cortou 7 bilhões da educação, mexeu nos direitos dos trabalhadores, deixou a inflação do país bem acima da meta, aumentou a conta de luz, aumentou o combustível, etc e etc. Isso tudo não seria tão grave se ela, pelo menos nas eleições, tivesse falado pro povo que a situação no país estava péssima. Mas não, ao invés disso, ela chamou os opositores de pessimistas, que o país ia bem.

A manifestação de ontem também tinha como pauta o impedimento (impeachment) da Dilma. Alguns mal informados disseram que esse era um ato golpista. Mal informados ou sem caráter mesmo. A Constituição Brasileira é clara sobre o caso de impedimento de um presidente. A Dilma já teria vários fatores que a poderiam levar a isso, caso fosse confirmada a participação dela na corrupção toda que está sendo descoberta. Mas o simples fato dessas corrupções estarem ocorrendo em sua gestão já seriam um crime de responsabilidade, de probidade na administração. Exemplificando: se um gerente de uma empresa pede para que sejam comprados 10 cadeiras no valor de 100 reais cada, mas no final das contas, o valor pago por cada cadeira é de 150 reais, ele deve verificar para onde foram esses 50 reais a mais. Se no Brasil, toda a obra é superfaturada, o presidente atual tem que investigar. Mas não, tanto ela, quanto Lula, nada viram, não souberam. O mesmo ocorreu quando Dilma, na época em que trabalhava na Petrobras, afirmou recentemente que não havia lido os termos da compra da refinaria de Pasadena. Como é que alguém assina um contrato sem o ler? Quem é que cai nessa conversa?

O pior ainda é que vi agora a pouco uma professora chamando, indiretamente, as pessoas que participaram do protesto de ontem, de idiotas. Isso mesmo, uma professora chamando seus possíveis alunos de idiota. Ela chamou as várias famílias, as crianças, jovens, adultos e idosos, que participaram de uma das maiores manifestações populares do país de idiotas. Uma manifestação pacífica, verde e amarela, da cor de nossa bandeira, e ela os chamou de idiota. Isso é revoltante.

Você pode ter seu posicionamento político, como também pode não ter. Pode ter uma bandeira partidária, como também pode não ter. Mas, o mais importante é: seja crítico, não feche os olhos para o que os seus políticos "preferidos" estão roubando de você, dos seus filhos e do nosso futuro. Não queira ter um político no governo que rouba, mas dá para os pobres. Sim, infelizmente, tive que ouvir isso ontem de uma pessoa que não está nem aí se esse governo está roubando, desde que se distribua para os pobres. Ela esquece que no atual sistema em que vivemos, que não é perfeito, mas é o que mais dá oportunidade para se crescer, a corrupção piora muito mais a vida dos pobres do que dos ricos. O pobre, ou a nova classe média (aquela que ganha no mínimo 291 reais (por isso que a classe média cresceu no país, não porque melhorou consideravelmente sua renda, mas porque os níveis classificatórios é que abaixaram)) é a que paga por toda essa roubalheira. Principalmente, pelo aumento de impostos.

Sei que a corrupção ocorre desde muito tempo, mas não podemos nos conformar. Não devemos jamais pensar assim: "ah, o governo anterior também roubava, por que o atual não pode?" Esse pensamento é ridículo. Não é porque alguém faz o mal ao próximo que eu devo fazer também.

Sinceramente, estou cansando já de tanta falsidade. De pessoas que fecham os olhos porque é o seu governo que está no poder. Olha o belo ato que os professores do Paraná fizeram no último mês. Mostraram pro governo estadual que quando o povo quer, o povo consegue. O governo teve que recuar em suas péssimas propostas. Por que esses professores não estiveram ontem apoiando o movimento? Mesmo que não pedissem a cassação da Dilma, mas  marcassem presença pelo fim da corrupção. Pela condenação dos envolvidos. Mas, ao invés disso, ficam chamando os manifestantes de ontem de idiotas. 

É isso que somos, idiotas!
Comentário(s)
0 Comentário(s)
Nenhum comentário:
Postar um comentário