Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

É dia dos namorados

sexta-feira, 12 de junho de 2015
Feliz dia dos namorados... pra quem tem. Vou comprar um mouse novo pra minha computadora (computador, em espanhol (é que sou hétero)) pra comemorar esse dia. Viva!!

Dois passarinhos se beijando. Não sei que espécie eles são, mas são bem coloridos.
Imagem: http://hypescience.com

Acho que só no Brasil, o dia dos namorados é comemorado em 12 de junho. No resto do mundo, se comemora no dia 14 de fevereiro (dia de San Valentín). É uma dia estranho, principalmente pra nós, solteiros alones. Onde quer que se vá (e até se não ir), há algo mencionando os namorados.

Se você quer comprar um ferro de passar roupa, logo aparece um anúncio com dizeres: "deixa as roupas passadinhas pro seu amor". Vai na padaria e vê os letreiros gigantes vermelhos com corações dizendo: "seja o sonho de sua namorada, compre com MasterCard" (sei lá o que isso tem a ver com a coisa toda). Se entra no Facebook, já aparece um monte de fotos dos casais formados 3 dias atrás. Também aparece os que se alugam por hoje: "ofereço abraço, beijos e mãos dadas, tratar comigo". Criatura, não te querem nem de graça, caia na real.

Mas também aparecem os solteiros felizes. Os contra-atacantes. Vira uma guerra. Pra cada casal compartilhando o amor, aparecem dez solteiros contando as vantagens de estar só.

Há vantagens e desvantagens em ambos os casos. O bom de estar solteiro (e ruim, ao mesmo tempo) é que não preciso pensar por dois. Acho que é uma grande responsabilidade ter que pensar o tempo todo como minha possível parceira estaria, cuidar dela, essas coisas. Como já estou meio velhinho, não dá mais para ter aqueles namoros de colégio; as coisas agora são mais sérias; e como eu não estou preparado pra isso ainda, e não gosto de usar pessoas, prefiro estar só (pelo menos, por enquanto). (O engraçado é que estou escrevendo esse texto no dia 21 de maio; vai que nesse meio tempo, eu tenha arrumado uma namorada, pode um milagre, enfim, acontecer (risos sem graça).

E por que estou escrevendo este post tão antecipadamente? É porque estava de boa navegando na internet quando vi um "pedido de namoro criativo". O vídeo é esse:


Sobre ele realmente ser criativo, digo maisoumenosmaisoumenos. Mas é legalzinho. Gostei até. Enquanto assistia, imaginei: "A câmera eu tenho; também sei editar, só falta-me, me falta, faltar-me-a, uma namorada".

Acho que o Youtube, percebendo minhas indagações mentais, resolveu me apresentar outro vídeo, pra ver se me animava.


Isso me fez refletir mais um pouco. É perigoso conhecer o pai da possível parceira. Ter uma conversa (o que não é meu forte) com alguém que é mais forte do que eu. Melhor deixar pra lá, né?!

E tem mais. Sou tímido. Já escrevi sobre os tímidos aqui. Algumas situações me matariam de vergonha, como no caso abaixo.


Teria vergonha de fazer o que esse carinha fez, ainda mais com esses "amigos" aí por perto. Das vezes que me declarei (que não foram muitas), pra eu tomar coragem, foi preciso muito cálculo, algumas observações. Anotações dos lugares onde a moça frequentava. Horário que tinha menos gente. Discurso decorado e ensaiado em pensamentos. Daí chegava na hora, estava no fluxo, avistava a novinha no grau (não acredito que escrevi isso) e partia pro ataque. Começava falando que precisava falar. Bom começo! Esquecia o diálogo. "Força!" - eu pensava - "O máximo que posso ter é um 'não'". Pensar assim não ajudava em nada. E depois de me enrolar bastante, soltava uma fórmula de matemática: "de 1 à 10, gosto de você lá pelos 15". Às vezes, eu tinha que explicar o que isso significava, pois é uma equação muito complicada.

Mas, enfim, feliz dia dos namorados. Valorizem-se! Amem-se!! Não namore pra ser feliz, mas seja feliz namorando. É possível ser feliz sozinho (e é recomendável que se encontre a felicidade antes de entrar num relacionamento), mas é muito melhor compartilhar a felicidade ao lado da pessoa amada. Até a próxima!!
Comentário(s)
0 Comentário(s)
Nenhum comentário:
Postar um comentário