Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tag 50 fatos sobre admin

terça-feira, 9 de junho de 2015
Já que todo mundo já fez isso, lanço agora o meu, o seu, o nosso #50fatossobreadmin. Sei que não sou todo mundo (mamãe já me lembrou disso), mas vamos logo fazer esse troço, que valerá também como o "sobre" do nosso blog.

Há nesta imagens fárias ilustrações que correspondem aos fatos citados no decorrer da postagem.
Descubra quais são os fatos que estão nesta imagem

Pra vareiar um pouco, troquei o "mim" por "admin" porque fica menos pessoal e mais profissional. Ou seja, assim, não falarei especificamente de mim, mas também, e principalmente, sobre eu como administrador deste blog. Então, lerigou!!

  1. Sou administrador deste blog desde quando o criei (lógica pura) em 7 de novembro de 2013.
  2. Este não é o meu primeiro blog. Em 2011, criei o extinto Assim Sou/Estou, onde escrevia, além dos contos, dicas e coisas do dia a dia, minhas tragédias românticas. Por incrível que pareça, aquele espaço fazia sucesso, tanto com os meus contatos do Orkut (eu tinha coragem de compartilhar aquelas baboseiras lá), como com amigos mais próximos e pessoas que, de certa forma, se sentiam bem ao ler meus textos (alguns serviam como autoajuda). De qualquer forma, foi muito bom pra mim ter criado aquele blog.
  3. Já escrevi vários contos, mas tem dois que foram os maiores e melhores que já escrevi (na minha humilde opinião). O primeiro se chamava "Em algum lugar", onde o protagonista se via ora num mundo real, ora num mundo fantasiado, além de se ver perdido no tempo. Este conto foi publicado no antigo blog, E o segundo, "A mulher que não falava", publicado aqui, conta a paixão de um homem por uma mulher virtual, criada por ele mesmo.
  4. Sou tímido. E isso já me define e muito. Por esse motivo, não sou de chegar num local novo e ser sorridente com todo mundo, puxar assunto e falar sobre a vida. É preciso de tempo.
  5. Sou (de) Aquário. Não acredito em signos, mas sou aquariano com orgulho.
  6. Não tenho time. Pra mim tanto faz o que o Santos tá jogando ou não. Não vejo futebol. Não mesmo. Apenas em época de Copa, me alegro (ou entristeço) em assistir aos jogos.
  7. Não sei diferenciar marcas e modelos de carros. Pra mim, tendo quatro rodas (e funcionando), já está bom.
  8. Gosto das mulheres, mas parece que, ultimamente, elas não gostam muito de mim.
  9. Sou romântico (na medida do possível).
  10. Sou conservador. Sei que a mídia usa esse termo como pejorativo, mas não é. Acredito na moral cristã. Acho que hoje em dia, está tudo banalizado, desde o beijo, sexo e até o relacionamento entre as pessoas. Elas não se amam, se suportam até quando podem e depois, desaparecem um da vida do outro.
  11. Respeito as pessoas, seus pensamentos (sempre que encontro uma pessoa que pensa diferente de mim, tento entender o motivo pelo qual ela pensa assim).
  12. Gosto muito de ouvir músicas do anos 80. Na verdade, entre os anos 60 até o final dos anos 90, mas em especial, anos 80. Sei lá, me dá saudade desse tempo, mesmo não o tendo vivido. O mesmo vale para os filmes antigos, típicos da Sessão da Tarde.
  13. Estou vivo desde que nasci, em 1991.
  14. Tenho Deus como meu único Senhor e Salvador.
  15. Gosto de tocar instrumentos musicais. Se você me der uma sanfona, amanhã, já estarei tirando algum som dela. Não digo que sou muito bom nisso, mas sou bastante curioso. Dos instrumentos que toco bem e mais ou menos, cito a flauta doce (minha primeira companheira), o baixo, o teclado e o trombone. Já toquei clarinete, mas não gostei. Violão é uma incógnita ainda pra mim. Estou curioso para ver o poder da flauta transversal.
  16. Gosto de consertar (e estragar, às vezes) computadores. Vocês já viram o corpinho de uma placa mâe da Asus. Muito linda!
  17. Gosto de mexer em HTML e CSS. Criar páginas de internet. Estou me aventurando no JavaScript.
  18. Em época de escola/colégio/faculdade, eu me apaixonava poucas vezes, mas eram sentimentos duradouros. Lembro até hoje dos nomes. São elas: Vanessa, Nayara, Maiara, ******, Fernanda, ****** e ******. Houve algumas paixonites a mais, mas essas foram as que mais marcaram.
  19. Gosto de ensinar. Não muito o português (área em que sou formado), mas gosto de ensinar ou ajudar alguém quando tem alguma dúvida em algo de informática ou música. Eu lembro da frase do Homem Bicentenário: "Isto fica feliz em ser útil".
  20. Tenho mais facilidade de conversar com pessoas mais novas ou mais velhas do que eu. Com as da mesma idade que a minha, eu fico mais tímido.
  21. Eu já fui cabeludo. E #confesso que ainda sinto falta dos meus cabelos. Mas, estou bem mais apresentável agora.
  22. Já tentei publicar um livro, mas não consegui uma gráfica que imprimisse apenas duas cópias. Seria mais um teste com alguns contos que já publiquei aqui.
  23. Nasci na Bahia, mas moro no Paraná desde 1997.
  24. Já fui enganado por um perfil fake no Facebook. Isso é o que dá acreditar nas pessoas. Mas, sinceramente, prefiro acreditar no que me dizem. É chato viver num mundo desconfiando de tudo e de todos o tempo todo. Odeio mentiras, por isso dificilmente volto a acreditar em quem já mentiu pra mim.
  25. Não bebo álcool. Não sinto prazer nisso.
  26. Não fumo. Sou totalmente contra a legalização da maconha. Se o discurso dos favoráveis é que o álcool e o cigarro fazem tanto mal quanto a maconha, então que lutemos pela proibição deles também.
  27. Sou a favor de penas mais duras para menores que matam, roubam, estupram, dentre outras maldades. Não é possível que, gente que pensa, diga que aqueles menores que estupraram, furaram e jogaram de um penhasco quatro meninas, em Castelo do Piauí, não sabiam o que estavam fazendo. Daqui a três anos, após cumprirem as férias nessas "casas de recuperação", estarão livres novamente com a ficha limpa.
  28. Não sou feministo (é, existe esse termo). E isso já me torna automaticamente machista, na lógica feminista atual. Não acho que homens e mulheres são iguais (tanto biologicamente, como socialmente). Pensamos diferente. Enquanto eu consigo fazer apenas uma coisa de cada vez (e mal feito), conheço mulheres que fazem quatro, sem nenhum erro. Elas são mais atenciosas, cuidadosas, espertas, etc. Mas acredito que, em área profissional, se deva dar lugar a capacitação de cada um, especialização, etc. Quero mais mulheres sendo chefes, mas também trabalhando de pedreiras, lixeiras, caminhoneiras e trabalhos mais pesados e mais homens sendo professores, já que a maioria são mulheres. Eu sou professor.
  29. Não gostx de gentx que escrvx assim para designar gênerxs. A gramáticx é muitx clarx, suxs retardadxs gramaticxis.
  30. Não sou de muitas palavras. Converso com o motorista (isso quando converso), somente o estreitamente necessário (redundância necessária para enfatizar a causa).
  31. Tenho segredos. Alguns, apenas uma pessoa sabe. Bom, todos temos os nossos segredos.
  32. Tenho preguiça pra estudar. Nos primórdios da minha vida, sempre que chegava da escola, já abria meu caderno para fazer "a tarefa de casa". Mas, agora, que estou na faculdade, que coisa difícil é pegar o caderno ou abrir o Word para ler e fazer o que tem que ser feito. Deixo tudo pra última hora (é muita emoção terminar nos últimos minutos do dia o que era pra ser entregue ontem e ter que mandar um e-mail pro professor explicando o inexplicável).
  33. (Mas) gosto de ler manuais. Às vezes, nem tenho o produto, mas se tenho o manual, lá estou eu a ler.
  34. Ainda tenho um Play Station One funcionando. Deste console, gosto dos jogos Driver 2, Tomb Raider (todas as edições), Need for Speed ( Porsche Unleashed), dentre poucos outros. Não gosto muito dos jogos atuais, excetuando as continuações de Tomb Raider (sempre com a Lara Croft, aquela gatinha) e alguns simuladores, como Euro Truck Simulator.
  35. Estou a espera de um milagre, que é o mesmo que a procura de um emprego.
  36. Estava torcendo para que a greve dos professores acabassem. Agora que acabou, estou triste por ter que voltar às aulas (essa é umas das contradições da vida).
  37. Estou com fome agora. Vou comer e depois continuo a escrever isso.
  38. Voltei. 
  39. Até hoje, escuto algumas músicas da novela Chiquititas (versão brasileira do final dos anos 90 e início dos 2000). São músicas que me trazem boas lembranças.
  40. Contando com esse blog e o outro excluído, já escrevi mais de 700 postagens (só no Más qué sé yo, foram 225 posts), Antigamente, eu escrevia todos os dias. Agora, a média está de um ou dois por semana.
  41. Sempre escrevo as palavras estrangeiras ou erradas propositalmente em itálico. Mesmo já tendo a palavra portuguesa blogue, prefiro usar blog. Questão de costume.
  42. Tenho um canal do Youtube, onde posto vídeos dos eventos culturais de Cascavel. Além disso, já postei alguns vídeos tocando flauta doce e fazendo tutoriais rápidos.
  43. Gosto de baixinhas. As altas ou da minha altura são até legais, mas prefiro as baixinhas, de preferência, com idade próxima a minha.
  44. Nunca me pergunte se eu prefiro seios ou bunda, esperando que eu responda "sinceridade", pois eu responderei "seios".
  45. A ordem dos fatos aqui apresentados não estão em ordem alguma. O que está lá em cima não é nem mais nem menos importante do que está aqui embaixo.
  46. Eu sou canhoto., mas politicamente falando, não sou de esquerda.
  47. Um desejo que tenho é de um dia poder andar naqueles trens antigos (que faziam muita fumaça). Sei lá por qual motivo, tenho uma fascinação por esse tipo de transporte. Bem que o Brasil podia investir mais em linhas ferroviárias ligando o país de ponta à ponta.
  48. Quando mais novo, gostava muito de novelas. Atualmente, não assisto mais, mas tem uma que já assisti 4 vezes: "A feia mais bela". A primeira vez que passou no SBT, em 2006, eu morava em Foz do Iguaçu ainda. Assisti mais duas vezes na internet (uma no Youtube e outra na NetFlix) e a quarta vez, no SBT novamente, na metade do ano passado até o início deste.
  49. Já subi no teto da Unioeste - Universidade em que me graduei e faço mestrado atualmente. Lá no prédio novo, no último andar, naquela sala grande, tem uma passagem que dá para aquelas escadas de bombeiro. Subi lá e foi uma emoção.
  50. Estou achando este post totalmente desnecessário. Já me arrependi de ter escrito isso, mas já tá feito.
Pronto. É isso. Até a próxima!

Comentário(s)
0 Comentário(s)
Nenhum comentário:
Postar um comentário